Superação e Sucesso

Superação e Sucesso

quarta-feira, 27 de abril de 2016

Os Três Pilares da Arte de Vender, pré-venda, venda e pós venda





Palestra

Vendas, Comportamento e atendimento

Apresentando

Os três Pilares da Arte de Vender, pré-venda, venda e pós venda

"Como vender bem em tempos de crise"




Tópicos a serem abordados

Os tópicos serão atendimento via telefone, como usar as redes sociais em função de seu negócio (vendas), como abordar o cliente, empreendedor interno ou intra-empreendedor, comportamento e análise de perfil do cliente, o que dizer ao cliente e o que não dizer em hipótese nenhuma.

 Sobre o autor

Formado em contabilidade pelo CENR, um ano de logística pela UEG e acadêmico de Marketing pela Universidade Estácio, Inglês pela UFG, para quem já vendeu alface em uma bacia na cabeça andando pela rua, tentando vender livros (uma experiência nada agradável), vendendo auto peças, tecidos e confecções, publicidade, arroz, feijão e farinha, ...e até planos de saúde, acredito ser suficiente para dar uma boa pincelada em muita coisa. ...Ainda mais agora que temos a rede, InterNet, o mundo virtual correndo pelas nossas veias, afinal sou blogueiro, radialista e jornalista também.

Se me perguntar qual desses produtos consegui executar a tarefa com louvor serei direto em dizer, Não consegui vender um, livro sequer. O que significa que o brasileiro ainda lê pouco, bem pouco. Claro que esse quadro já houve melhoras significativas, mas há muito para percorrer nesse caminho.

Vamos contar essa história de maneira sucinta durante o evento. É hilário se não fosse trágico quanto à cultura. É dureza.

Tem uma outra situação que vamos enfatizar no evento, os Três números. Sabe o que quer dizer isso, Os Três Números?

Hoje em dia quando se o indivíduo tem vontade de ir ao banheiro e para não dizer; “vou ao banheiro dar uma mijada”, ou, “vou ao banheiro dar uma cagada” ao invés disso, para que não fique constrangedor dize; “olha vou ao banheiro fazer o número 1”, ou, “vou ao banheiro fazer o número 2”. Diante deste fato acrescentamos mais um O Número 3 (três).

Mas o que é esse Número 3?

Esse numero 3 é a desculpa que a maioria dos colaboradores usam para irem ao banheiro para acessarem redes sociais. Quando falarmos a respeito, com certeza, vão pensar outra coisa. Não é mesmo?

Mas aí vamos explicar direitinho que não é nada do que pensam, ou seja aquela outra coisa, nada de sacanagem, e sim sobre a desculpa esfarrapada para usar o dispositivo móvel, daí vem o Número 3. O que, claro, seria hilário se não fosse tão sério.

Em seguida vem a pergunta: Porque não fazer dos dispositivos móveis um aliado em suas vendas, em suas atividades profissionais? Ao invés de ficar perdendo tempo com fofocas entre outras coisas do gênero, alavanque suas vendas! Transforme o que tem nas mãos em uma arma poderosa de vender produtos seja palpável ou não.

Sobre o intra-empreender

É sugerir aos colaboradores ao invés de ficarem a reclamar do emprego fazer algo a mais, que envolva toda a equipe com inovações, buscando ser diferente e fazer a empresa se destacar em algo alem dos concorrentes. Todos tem, sim, essa capacidade para desenvolver esse lado empreendedor inclusive dentro da própria empresa onde trabalha,  é só exercitar, buscar esse diferencial aplicando nos modos de produção, desenvolvimento de novos produtos e relacionamento.

Todo esse conjunto de ações vai refletir lá na frente, na ponta do negócio, do seu negócio, em suas Vendas, no desenvolvimento da empresa no crescimento uniforme de todos os envolvidos.

Uma coisa que vejo, percebo em minhas idas às lojas, empresas de modo geral, é uma atitude que falta e muito, o traquejo comportamental, seja entre colegas ou com clientes. O bom trato com as pessoas.

Hoje está tudo muito artificial, as pessoas não querem se comunicar diretamente com o velho e bom tete a tete, olhos nos olhos. Parecem ter medo de olhar um no olho do outro, se tocarem como, por exemplo, em um aperto de mão. Essa prática nociva causa a distancias entre as pessoas o que reflete negativamente nas atividades profissionais.

Faz uma pesquisa no seu local de trabalho, na sua escola, na faculdade sobre dar abraços. Vai ficar surpreso em ver que poucos fazem isso. Vai ver que poucos são os que dão abraços. ...Claro que isso é um tanto quanto íntimo, pessoal, mas a atitude é uma  forma de aproximar uns dos outros, sentir o calor humano.

...E convenhamos, vamos deixar essa frieza e atendimento robotizado para os calls centers. Não é mesmo?


Contatos:


gideone@gmail.com

Tel.:

64 9648-7654 (Vivo)

64 3631-3857 (Residencial)